A NATUROPATIA ALIADA AO ANTI-AGING
Nos tempos que correm, a metodologia enraizada no  fastfood,  é aplicada a quase todos os contextos da nossa vida. Alimentamo-nos mal e rápido, dormimos pouco, descuramos da nossa saúde física e mental e não criamos espaço e tempo para sequer percebermos como nos sentimos.
Sabe-se hoje, que o nosso estilo de vida tem um enorme impacto na expressão genética. Assim, enquanto os nossos genes determinam a nossa predisposição para determinadas doenças, o nosso estilo de vida pode fazer a diferença na probabilidade de  se manifestarem estas influências genéticas..
As causas principais para um acelerado envelhecimento  são os danos provocados pelos radicais livres, alimentação inadequada e deficiências nutricionais, genética, toxinas, xenobióticos, sedentarismo, desequilíbrio hormonal, níveis elevados de açúcar no sangue, stress e isolamento.
O processo de envelhecimento é um processo natural e não uma doença, podendo ser vivenciado de forma positiva, dependendo da nossa perspectiva! Podemos e devemos ajudar o nosso organismo neste processo. A wholism aborda alguns aspetos que considera fundamentais para um envelhecimento saudável e com qualidade de vida:
Alimentação –  somos literalmente aquilo que ingerimos durante toda a nossa vida. Diversos estudos científicos suportam a premissa de que a nossa alimentação tem uma relação direta na forma como envelhecemos. A forma como se alimenta aos 30, aos 40, aos 50 anos, é determinante para a sua qualidade de vida aos 80.
Exercício físico – goste ou não da ideia, a natureza humana impele ao movimento. O nosso organismo não está concebido para o total sedentarismo. A prática regular de exercício físico adaptado às condições de cada um de nós e de forma permanente na nossa vida, contribui fortemente para que qualidade de vida acompanhe o envelhecimento.
Contato com a natureza –  para além de ser altamente benéfico, produz um efeito calmante no nosso sistema bem como uma estimulação sensorial que nos permitem ter a mente mais clara e organizada;
Sono –  manter o sono regulado e um descanso reparador é de uma importância vital para a produção adequada de algumas hormonas essenciais, contribuindo assim para alguns aspetos da saúde mais externos visíveis;
Mente – as evidências científicas indicam que as práticas que contribuem para uma higiene mental (meditação, Tai Chi, etc), potenciam um envelhecimento cerebral e um desgaste mental mais suave e harmonioso. Pertencem ao conjunto de estratégias que ajudam a prevenir demências e alzheimer.
Suplementação Natural – São inúmeras as soluções que a natureza nos oferece para melhorarmos a forma como envelhecemos. Desde plantas, raízes, minerais, vitaminas,  existem muitas opções acessíveis sob a forma de suplementos e que representam excelentes parceiros para envelhecer bem.
Da mesma forma que não se envelhece numa semana, as soluções para envelhecer bem e saudável também não atuam dessa forma. Se o seu bem estar é uma prioridade para si, mas este é um terreno difícil ou desconhecido para si, estamos ao dispor para ajudar na arte de envelhecer.
Contacte-nos!